Estratégia

Reamper Lab #3: Search

Search: último Reamper Lab tratou sobre buscas e links patrocinados

Tivemos na última sexta-feira o terceiro laboratório de ideias e aprendizado, que trouxe o tema Search, discorrendo sobre buscas e links patrocinados. Caio Ferro, Diretor de Operações da Reamp, trouxe o histórico de como funciona o instrumento de busca de conteúdo na internet (search engine; motor de busca) e a lógica por trás do Google Search, o motor de busca que obtém o maior destaque no serviço de pesquisa.

Caio mostrou que os sites possuem um ranqueamento melhor caso este tenha mais ligações com outros sites, grandes, proporcionando uma maior relevância. Se em sites sérios estão falando dele, ou ele está tagueado (marcado), alguma coisa ele tem em termos do código fonte ou navegação. Há algum tempo os algoritmos dos sites de busca tinham certa dificuldade em interpretar a relevância de sites para determinadas palavras-chave e utilizavam um comando implementado no código da head da página para ajudá-los a interpretar o conteúdo das páginas. Rapidamente os webmasters perceberam que bastava incluir uma infinidade de palavras nessa tag para aparecer nas buscas, mesmo para palavras não-relacionadas ao conteúdo da página.

Os sites de busca evoluíram e hoje desconsideram a esses comandos chamados meta keywords. Hoje, o que leva o site a ser mostrado nos resultados é o rastreamento (crawling) e a indexação de páginas. O crawling de mecanismos de busca agem como robôs que percorrem determinadas páginas na internet. Se você tem um site recém lançado, os bots dos buscadores precisam encontrar o seu domínio e percorrê-lo para saber da sua existência na web. Porém, o trabalho desses robôs não termina aí, eles devem indexar as páginas também.

Uma vez encontrada pelo bot uma página com o crawling, é adicionada à uma lista de outras páginas rastreadas pertencentes à mesma categoria. Isto é a indexação.  Com a ajuda de complicados algoritmos matemáticos os motores decidem então a posição que cada uma deve estar nos resultados. A precisão do Google, por exemplo, em apresentar páginas apropriadas para as nossas consultas é o que dá o sucesso ao mecanismo.

O bate-papo também se estendeu por indústria SEM (Search Engine Marketing), uma especialidade que objetiva com excelência, conforme mencionado acima, colocar em destaque os sites e suas páginas individuais nas páginas de respostas dos grandes buscadores. Também fora explanado sobre o método de exibição de anúncios, que pode determinar a duração do seu orçamento, inserção de palavras-chave, e a estrutura das campanhas e suas métricas.

 

Clique para comentar

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Início