Institucional

Reamper Lab #9: O universo mobile e suas possibilidades no Brasil

Marcelo Chuquer nos explicou um pouco sobre a Hands e como trabalham explorando o universo mobile

No Reamper Lab dessa sexta feira (28/07) recebemos Marcelo Chuquer, Business & Sales da empresa Hands para uma conversa sobre todo o universo mobile, suas possibilidades para o marketing no Brasil e como a empresa trabalha com elas. Atualmente, a grande maioria dos consumidores está conectado por um dispositivo móvel. São 110 milhões de pessoas conectadas à internet no Brasil e quase 30 milhões só em mobile.

O mobile hoje é uma ferramenta que está presente no dia inteiro de uma pessoa. Eles são usados principalmente por duas razões: economia de tempo/agilidade e passatempo. Por esse motivo, dificilmente vamos ver uma marca de sucesso que não tenha interação com o seu cliente em internet para celular, já que é o único formato que permite um diálogo autêntico e individualizado com cada um.

A fidelidade entre um consumidor e sua marca é essencial, e cada cliente deve ser tratado de uma maneira individualizada, de acordo com as suas necessidades. Hoje, graças ao mobile, é possível fazer essa diferenciação. Ele é o único mecanismo que permite fazer uma comunicação em massa com uma mensagem totalmente individualizada.

A Hands, como explicada por Marcelo, é a primeira empresa de mobile advertising e a primeira DMP em mobile do país. Ela pode ser descrita com um hub de mobile e tem como objetivo trabalhar em prol das marcas para que elas se aproximem do cliente em momentos oportunos e com mensagens contextualizadas e personalizadas.

O bate-papo focou principalmente em uma das plataformas da empresa: o MDM (Mobile Data Management), ferramenta que faz o gerenciamento de dados de usuários em dispositivos móveis como smartphones e tablets.

Como nos explicou o especialista, a Hands possui sua DMP (Data Management Platform) que estuda os hábitos de navegação dos usuários na internet em seus aplicativos instalados, e por meio do chamado Appbehavior, consegue mapear os locais mais frequentados pela pessoa e traçar comportamentos para definir e segmentar audiências.

Todo o trabalho é planejado e realizado a partir da seguinte pirâmide de análise: Contexto, ou seja, quem é o cliente e qual é a melhor maneira de passar uma mensagem para ele, quais são os objetivos e a melhor forma de veicular a campanha; Canais, que são os diferentes pontos de contato com o usuário que o mobile pode oferecer (whatsapp, push messages, apps, etc.) e interações entre a marca e o cliente. A empresa mudou recentemente seu posicionamento e se denomina como uma empresa de mobile experience.

A partir do MDM, o potencial do celular é explorado e são criados clusters de audiências. A coleta de dados é feita on deck (no aplicativo da própria marca) e off deck (em aplicativos de toda a rede de publishers), e resulta em alguns insights que possibilitam a empresa mapear a concorrência e analisar o comportamento dos seus clientes, pesquisar e inclusive mensurar outras mídias. É importante ressaltar que todo esse potencial em massa resulta em uma mensagem segmentada para determinado público, baseada no seu contexto.

No bate-papo, Marcelo também nos contou que alguns dos seus serviços são realizados por exemplo em Display, Rich Media, Video Ads, Message Ads e Wifi Ads, sendo o último feito através dos quatro milhões de hotspots que a empresa tem acesso em todo o país e atingindo 7,5 milhões de usuários por mês.

Obrigada pela colaboração no nosso lab, Marcelo!

 

 

 

 

 

 

 

Clique para comentar

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.

Início