Artigos Reamp

Você conhece nosso Reamper Lab?

Confira uma retrospectiva com todos os assuntos que foram abordados nos nossos Reamper Labs em 2017

Durante esse ano iniciamos o Reamper Lab, evento que acontece todas as sextas-feiras na Reamp com o objetivo de aproximar a equipe e trazer diferentes visões de players do mercado. Diversos temas como tecnologia, mídia, inovações, novidades e assuntos do mercado digital são debatidos, e cada semana recebemos um convidado diferente para um bate-papo. Confira a retrospectiva que preparamos com os assuntos e empresas convidadas no Reamper Lab desse ano:

 

Mídia programática e gestão de audiências

Um dos assuntos mais abordados no mercado em 2017 foi a mídia programática, e no Reamper Lab não foi diferente. Durante todo o ano, tivemos a presença de alguns especialistas da própria Reamp em debates como: o que é a mídia programática e como funciona sua compra, por Ivan Cassettari e Flavio Araújo; Estudo de caso de Business Intelligence utilizando o Datahub, por Mauri Cavalcanti e Carlos Durão; DMP e sua maneira automatizada de direcionar a compra de mídia, por Caio Ferro; Search engine e como funciona o instrumento de busca de conteúdo na internet; Mercado de mídia online e off-line e cases internos sobre possibilidades de cruzamento, análises e estudos por Thalita Granato e Henrique Schapochnik; Projetos de gestão de audiências dentro da Reamp e estudo de casos, por Flavio Araujo, e principais aprendizados sobre o evento RD Summit 2017, por Diego Rubio e Caio Ferro.

Recebemos também diversos especialistas do mercado para abordarem assuntos sobre mídia e audiências, para analisarmos diferentes pontos de vista. Tivemos a presença de especialistas da UOL, explicando como funciona a compra e venda de mídia programática dentro do veículo e a importância de uma empresa investir em publishers e veículos de mídia credenciados e que tenham os mesmos valores para anunciarem seus produtos, negócios e serviços; Recebemos a equipe da Nielsen discutindo sobre métricas online e off-line de audiências, quais são suas diferenças e os investimentos que estão sendo feitos em cada uma delas; Trouxemos a Oath para um bate-papo mais técnico sobre mídia programática e quais são as principais tendências para os próximos anos, além de um overview sobre as principais siglas utilizadas na programática e seus principais significados; e a equipe da Rubicon falando sobre header bidding, formatos de alto impacto, deals garantidos e venda de mídia. A questão levantada no início da discussão foi: a máquina está realmente tirando o trabalho do homem?

 

 

Dados

Gestão, armazenamento e coleta de dados foi debatido ao longo de todo o ano, e é um assunto cada vez mais em pauta dentro do mercado publicitário. Por isso, convidamos alguns especialistas sobre o assunto para alguns debates durante os Reamper Labs realizados, abordando diferentes questões.

A GDB, plataforma especializada na coleta e organização de dados em real-time, esteve presente em uma das nossas primeiras edições para uma conversa sobre as funcionalidades e possibilidades dentro da ferramenta, além de compartilharem alguns cases de sucesso com a nossa equipe.

Francisco Fortes, especialista da Mediamath e ex-integrante da Reamp, também esteve presente em um dia do evento para discutir sobre o uso de dados em plataformas de DSP, como eles são trabalhados na empresa e seus principais benefícios. O comprometimento da empresa é com quem está comprando mídia, para que essa pessoa consiga extrair os melhores benefícios da sua compra, e por isso são feitas associações com parceiros de determinados serviços.

A equipe do IBPAD também marcou presença no Reamper Lab e contou sobre as possibilidades de pesquisa realizadas atualmente e como são feitas análises com dados abertos e de social media, maior foco da empresa; O tema “dados” também foi discutido pelo pessoal da Tail, plataforma de DMP e de compra de dados, que falou sobre os usos de dados na mídia e todas as suas possibilidades de análises e cruzamentos.

 

 

Tecnologia e Inteligência Artificial

Não é mais novidade para ninguém que a tecnologia está cada vez mais avançada, e toda essa mudança também vêm refletindo no mercado publicitário. Pensando nisso, durante o ano, convidamos alguns especialistas em tecnologias para discutirem temas como Inteligência artificial, mobile, realidade virtual, bots e o futuro dessas ferramentas em todas as áreas.

Alguns temas foram abordados internamente como: Bots, Robert e inteligência artificial e como essas tecnologias são trabalhadas na Reamp por Manu Santana; DCO e a estratégia de mídia dinâmica que apresenta banners customizados de acordo com o contexto, histórico do usuário ou regras de negócio pré-estabelecidas, por Manu e Tatiane Guedes; e o Robert, assistente virtual da Reamp e suas possibilidades de comunicação com a equipe, por Manu e Thais Perez.

Além dos especialistas da Reamp, tivemos a presença da equipe da Stilingue, falando sobre inteligência artificial e como ela é utilizada na plataforma da empresa e como funciona a coleta de publicações em tempo real em redes sociais e milhares de sites, e a equipe da Oath dando um breve resumo sobre realidade virtual, realidade aumentada e o que podemos esperar dessas tecnologias para o futuro. Além disso, pudemos acompanhar alguns cases realizados pela empresa com essas tecnologias e debater sobre os testes que estão sendo realizados em diversas áreas, como no setor de saúde, educação, entretenimento e até mesmo em filtros do Snapchat e Instagram.

Além das novas tecnologias, mobile também foi um assunto muito debatido e nossos convidados para falarem sobre o assunto foram Marcelo Chuquer, da empresa Hands, para uma conversa sobre o universo do mobile, suas possibilidades para o marketing no Brasil e como a empresa trabalha com elas, e Eduardo Carneiro, da comScore Brasil, que trouxe números de análises sobre quais necessidades da Pirâmide de Maslow o mobile atende atualmente e como isso justifica a relevância dos dispositivos móveis no nosso dia a dia.

Em meio à tantas mudanças tecnológicas que estão acontecendo tanto no nosso mercado quanto em todas as áreas e indústrias, é importante que possamos discutir cada vez mais as possibilidades que estão sendo oferecidas para nós e o que podemos esperar para os próximos anos.

Muito obrigada a todas as empresas e colaboradores que compartilharam suas experiências e pontos de vista no Reamper Lab em 2017. Nos vemos em 2018 com ainda mais temas para debatermos!

 

Clique para comentar

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Início