Estratégia

Storytelling: o que é e como utilizar no marketing digital?

Estratégia é adotada por empresas que desejam conquistar a atenção dos clientes com um conteúdo relevante e de qualidade

Contar histórias sempre foi uma técnica dominada pelo ser humano. A comunicação entre as pessoas é fundamental para qualquer tipo de relacionamento entre elas, e quanto mais simples, coesa e direta ela for, melhor.

Há milhares de anos o ser humano vem, por meio de narrativas, estabelecendo relações com outras pessoas. Por isso surgiu o storytelling, palavra em inglês que se refere à capacidade de contar histórias de maneira relevante, utilizando palavras e recursos audiovisuais para transmitir uma mensagem da melhor maneira possível.

Mas como saber qual é a melhor maneira de se comunicar com alguém?

Todos nós sabemos quando estamos ouvindo ou lendo uma boa história. A partir do momento que ela é capaz de nos despertar emoções, apela aos sentidos e faz com que o público se identifique com o que está sendo contado, a técnica de storytelling está sendo utilizada da maneira correta. O mais importante é saber como contar uma boa história para a sua audiência e como despertar o seu interesse.

 

Como e onde contar uma boa história?

Ok, já entendemos que o storytelling é uma técnica importante para a comunicação entre seres humanos. Mas onde podemos utilizá-la hoje em dia?

Com a evolução da tecnologia, temos acesso a uma quantidade enorme de informações de todos os tipos. Por isso, tornou-se essencial para qualquer empresa investir no relacionamento com o consumidor na hora de se destacar no mercado. A experiência do cliente com determinada marca é fundamental no momento da tomada de decisão de compra, e por isso, o storytelling é uma estratégia adotada na hora da venda de produtos e serviços.

Existem várias formas de utilizar o storytelling. Uma boa história, de maneira geral, costuma ser interativa, visual, possui um clímax (ponto de maior tensão, de “virada” da história) e é capaz de entreter, emocionar e chamar a atenção de quem está ouvindo. Por isso, são utilizados alguns fatores que devem se adaptar ao público em questão, como por exemplo o vocabulário, o enredo, personagens que representem as necessidades e sentimentos das pessoas e o uso de imagens, vídeos e ilustrações que sejam relevantes.

Por ser uma estratégia que depende do público-alvo e do impacto que a história causará nele, não existe apenas um padrão pré-determinado para um bom storytelling. No entanto, é essencial que o emissor conheça seu público, saiba suas necessidades, seus desejos e como se comunicar com ele para, assim, conquistar a sua atenção.

Mesmo sem ter um padrão a ser seguido, é importante levar em conta alguns fatores no momento de elaborar uma história, como por exemplo: o que será falado? Com quem? Por que? Qual é o melhor momento para falar sobre determinado assunto? Qual é a melhor maneira de falar sobre isso?

Ter essas respostas em mente é importante para que você saiba exatamente com quem deseja falar e qual é a melhor maneira de despertar o interesse dessa pessoa. Dessa maneira, torna-se ainda mais fácil de conquistar seu público-alvo e convencê-lo durante a jornada de compra, por exemplo.

 

Storytelling no Marketing

Todos os dias somos bombardeados de informações e anúncios de diversas empresas que tem como objetivo chamar a atenção do consumidor. O marketing de conteúdo surgiu em meio a esse cenário como uma estratégia de abordagem de clientes por meio de um conteúdo relevante e de qualidade.

É aí que está a importância do storytelling também dentro da publicidade, já que para fazer o público-alvo se sentir representado, é necessário investir em uma boa história, que seja interessante e se diferencie das demais.

Conquistar a fidelidade de um cliente exige trabalho. É preciso, antes de tudo, conhecer o seu público e saber qual é a melhor maneira de se comunicar com ele. Depois disso, aposte em uma narrativa eficiente com elementos audiovisuais, interativos e criativos, que utilizam personagens e um enredo parecido com a realidade do consumidor. Ao mostrar que entende as necessidades e desejos da pessoa e tem a solução para elas, torna-se mais fácil de ganhar sua confiança.

Com a grande quantidade de meios de comunicação que temos disponível hoje em dia, é importante que uma marca saiba como se comunicar com os clientes em cada uma delas. Mídias sociais, televisão, sites, blogs e aplicativos, por exemplo, são lugares onde a audiência pode ser impactada, mas exige um formato de comunicação diferente em cada uma delas. “As marcas precisam permitir que as pessoas conversem sobre as histórias e não apenas reproduzam o mesmo conteúdo deliberadamente entre diferentes canais. As plataformas apenas intermediam a conversa. No final do dia, quem manda é a narrativa, não a tecnologia”, ressaltou Maurício Mota, chief storytelling office da The Alchemists em entrevista.

Ao utilizar a estratégia de storytelling para o seu negócio, é importante ter um objetivo definido, como levar o leitor a curtir uma página, assinar newsletter, fazer cadastro no site ou, até mesmo, realizar uma compra. Assim, é possível elaborar um conteúdo de acordo com a necessidade do cliente ou do lead no momento.

 

Cases no Marketing

Diversas grandes marcas adotam a estratégia de storytelling em suas campanhas. A Coca-Cola, por exemplo, é uma empresa que procura sempre criar uma conexão com o público por meio de propagandas que contem histórias sobre a vida das personagens e transmitam mensagens de alegria, família, festas, etc. Mais do que vender um produto, a marca tem o objetivo de mexer com a emoção das pessoas e fazer com que elas se lembrem da Coca-Cola em momentos felizes.

 

 

Uma ação realizada pela BMW também é um exemplo de sucesso ao utilizar o storytelling. Uma série de vídeos foram compartilhados exclusivamente no site da marca, com atores famosos protagonizando, e geraram milhares de acessos espontâneos:

 

 

Outro case de sucesso que podemos analisar é a do Suco do Bem. De uma maneira bem simples e didática, a marca incluiu nos rótulos dos sucos pequenos textos com uma breve história da origem de cada sabor vendido pela empresa. Dessa maneira, é possível proporcionar uma boa experiência ao cliente e fazer com que ele se sinta motivado a comprar os produtos da marca.

 

 

A campanha realizada em um Dia dos Namorados pela Vivo, recentemente, também foi considerada uma estratégia de sucesso no storytelling. A empresa produziu um vídeo no formato de um clipe musical de Eduardo e Mônica, música da Legião Urbana, onde personagens contaram uma história já conhecida e sempre conectados com um celular na mão. Com a frase “Essa é uma homenagem da Vivo a todos os Eduardos e Mônicas de um Brasil cada vez mais conectado”, a marca conseguiu que a campanha viralizasse por toda a internet.

 

 

Hoje já existem diversas histórias de sucesso de empresas que apostaram no storytelling para uma comunicação com os seus consumidores. Por esse motivo, investir em um conteúdo de qualidade e que chame a atenção do seu público-alvo será, cada vez mais, uma tendência entre as marcas.

Clique para comentar

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Início