Artigos Reamp

SXSW – Londres e sua reação à nova economia

O prefeito de Londres contou um pouco sobre como a cidade está surfando na revolução tecnológica

Por Caio Ferro

Segunda-feira agitada no Centro de Convenções de Austin. Uma das salas bombando de gente para acompanhar o prefeito de Londres, Sadiq Khan, e sua interessante discussão sobre o paralelo das evoluções tecnológicas, econômicas e de legislações.

Sadiq nos contou sobre sua visão de “beber na fonte da nova revolução digital” para permitir a criação de ações com capacidade exponencial de implementação. O governo está cada vez mais empenhado em utilizar as tecnologias para evoluir a cidade. Alguns exemplos são as iniciativas de utilização de dados para compreensão da sociedade, aproveitamento de Inteligência Artificial e automação dos serviços prestados para otimização, além do apoio contínuo à educação preparatória para o futuro digital.

Entretanto, ele também reforçou o importante papel que será exercido por essas tecnologias exponenciais. Independentemente do tamanho, elas possuem grande poder de influência na sociedade, principalmente nos jovens responsáveis pelo futuro das nações.

Muito se fala sobre disrupção, mas não podemos deixar de ser justos para encontrar mudanças sustentáveis. Sadiq citou alguns exemplos de companhias como o Facebook e o Twitter, que estão colaborando para o desenvolvimento de tecnologias para apuração de fake news. Assim como a contínua contribuição dos gigantes Uber e Airbnb, que estão trabalhando com seus advogados para encontrarem justiça na prestação de serviços, diante de concorrentes muito tradicionais nas suas indústrias.

O prefeito não se absteve de responsabilidade. Em suas palavras, “os políticos são grandes culpados pela falta de alternativas, pois assistiram sentados a revolução acontecer nos últimos anos”.

 

#ReampNoSXSW

 

Originalmente veiculada em Meio & Mensagem

Clique para comentar

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Início