Artigos Reamp

Como produzimos conteúdo para diferentes redes sociais?

Redes sociais são, cada vez mais, aliadas poderosas do marketing de conteúdo e permitem uma aproximação da marca com os usuários

Redes sociais são, cada vez mais, ferramentas fundamentais em uma estratégia de marketing de conteúdo. Por meio delas, é possível entrar em contato com o público de uma maneira ainda mais “pessoal”, permitindo maior engajamento e aproximação dos usuários com a sua marca.

Hoje em dia, estamos inseridos em um cenário onde os usuários estão cada vez mais exigentes com o tipo de conteúdo que consomem online, e por isso é essencial pensar em estratégias que ajudem a produzir um conteúdo de qualidade e relevante, chamando a atenção do usuário para a sua marca. E é aí que as redes sociais podem ser boas aliadas!

A grande maioria das pessoas utiliza as redes sociais hoje em dia para se comunicar, para consumir conteúdo e para entretenimento, e por isso, é importante que o seu negócio esteja atento à audiência que pode encontrar em cada uma delas – de acordo com a Social Media Trends 2018, 94,4% das empresas brasileiras já estão presentes em redes sociais!

Segundo a pesquisa Digital in 2017, realizada pela We Are Social, o Brasil foi um dos países com maior aumento de números de usuários nas redes sociais, com 19 milhões de novos usuários. O país também está em segundo lugar entre os que passam mais tempo nas redes sociais, ficando apenas atrás das Filipinas e chegando à uma média de 3h43.

No entanto, é importante entender que cada uma delas possui um público e linguagem diferente. Nem todas as pessoas que estão no Linkedin vão estar no Twitter, por exemplo, e cada audiência exige uma comunicação diferente para que uma empresa consiga tirar o melhor proveito da estratégia.

Pensando nisso, separamos algumas dicas de como devemos nos comunicar da melhor maneira possível nas principais redes sociais do mundo – consideradas as maiores pela quantidade de usuários que estão nelas:

 

Facebook

O Facebook conta com uma rede de usuários de mais de 2 bilhões de pessoas, ou seja, é a maior rede social do mundo atualmente. Por isso, utilizá-lo para engajar o seu negócio com o público pode ser uma estratégia assertiva.

Recentemente, a empresa vem passando por diversas mudanças nas regras de entrega de anúncios e da distribuição de notícias no feed. Por isso, cada vez mais, usuários estão cobrando transparência e segurança, além de estarem mais exigentes com o que leem na sua timeline.

Primeiro de tudo, para ter um bom retorno com o Facebook, é necessário entender o seu algoritmo: para que o usuário não veja todas as postagens de todos os amigos e páginas que segue, o Facebook seleciona os posts que considera mais importantes para colocar em evidência. Esse ranqueamento de postagens permite que o site ofereça ao usuário os posts que mais serão curtidos, comentados, e que gere mais engajamento por ele de fato, por considerar o seu conteúdo mais relevante.

 

Vários critérios definem esse ranking, e são chamados de New Feeds Values. Alguns deles são:

1. Quem postou aquele conteúdo?
Quantos mais o usuário interage com o autor daquele conteúdo, mais o Facebook entende que você se interessa pelo que aquela pessoa posta.

2. O quanto aquele post gerou engajamento com outras pessoas?
Conforme outras pessoas interagem com aquele post e o número de engajamento sobe, o facebook entende que aquilo é interessante, e as possibilidades de disseminar esse conteúdo são grandes.

3. Qual o tipo do post?
O Facebook entende qual o estilo do post que determinado usuário mais interage, sendo eles links, status, fotos, vídeos e etc. E então, a rede vai sempre colocar na página desta pessoa posts do mesmo tipo.

 

Além de entender como funciona o algoritmo do site, também é essencial saber qual é a melhor maneira de se comunicar com o seu público que está presente no Facebook. Para chamar a atenção dessas pessoas, algumas dicas podem ser seguidas, como por exemplo:

 

  • Prefira conteúdos curtos, simples e interativos:

O usuário do Facebook, geralmente, prefere conteúdos mais curtos e ilustrativos, de fácil consumo. A própria estética do site não contribui para textos longos, o que é proposital, pois diante de tanta informação o usuário sempre vai preferir o que for mais simples e rápido. Posts com menos de 250 caracteres podem gerar até 60% mais engajamento. Aposte também na ‘’onda do momento’’. Veja o que está em alta, o assunto que está sendo comentado e tente usar isso ao seu favor, fazendo posts que tenham a ver com tais assuntos se possível!

 

  • Aposte nas imagens:

Utilizar imagens como forma de comunicar algo é sempre uma opção assertiva. Uma pesquisa feita pelo Hubspot apontou que posts que contém imagens possuem geram 39% mais interação, e 93% dos posts mais engajados do Facebook possuem imagens.

Fotos de pessoas geram mais cliques do que outros tipos, subindo até 91% nesses casos. O fator pode ser explicado psicologicamente, e afeta diretamente no desempenho das publicações. Procure utilizar, também, fotos próprias para o Facebook, como memes ou imagens inspiradoras, por exemplo. É muito importante identificar o que o seu público consome e prefere, e para isso, é possível realizar testes!

 

  •  Produza conteúdo evergreen:

Conteúdo evergreen é todo o conteúdo que não possui prazo de validade, ou seja, que não perde a sua relevância com o passar do tempo, como por exemplo tutoriais, ou textos informativos. O objetivo desses conteúdos é produzir um material educativo sobre determinado assunto, e por isso ele pode servir de maneira atemporal.

Mas por que o conteúdo evergreen é importante nas redes sociais?

Esse tipo de conteúdo atrai visitações para sua página, pois o assunto tratado ali será sempre procurado pelo usuário, já que aquilo não é algo ‘’passageiro’’. Além de aumentar a autoridade da sua marca, afinal, você está oferecendo conhecimento e esse conhecimento não possui um prazo de validade.

O conteúdo evergreen é também o tipo de conteúdo mais citado em outras páginas, o que aumenta a sua chance de se tornar referência nelas também, gerando assim, mais engajamento!

 

  • Fale a língua do seu público:

Quando a sua abordagem é voltada única e exclusivamente para a conversão, o consumidor pode perceber e não se sentir confortável, principalmente no Facebook. O usuário que está presente em uma rede social tem como objetivo se relacionar, e não ficar vendo publicidade. Por isso, tornar sua linguagem mais pessoal e estabelecer uma conexão e um relacionamento com o usuário, pode trazer efeitos positivos.

Um exemplo de marca que utiliza o Facebook para produzir conteúdo diretamente para o seu público é a Spotify, que interage com os seus seguidores nos comentários para criar um relacionamento mais próximo com eles.

 

 

Outro exemplo é o cemitério Jardim Da Ressureição. Vender algum produto de um cemitério já é algo muito delicado, e por isso, a equipe de marketing optou por abordar o público de maneira descontraída, usando memes e piadas, e seu engajamento é impressionante.

 

 

Saber lidar de forma mais pessoal possível com seu público é essencial para atingir bons resultados.

 

  • Tenha uma frequência nas suas postagens e se atente aos horários!

O Facebook oferece hoje uma ferramenta chamada Facebook Analytics, que te permite visualizar a que horário sua audiência está online em média, qual o momento do dia que o seu público mais interage, entre outas informações. Sabendo disso, opte sempre pelo horário com maior movimento segundo o Analytics. E poste sempre!!!

Estabeleça seus horários e tenha uma frequência, isso é essencial. Dessa maneira, seus seguidores sempre saberão quando esperar novas atualizações da sua empresa. Uma página que faz mais de dois posts por dia pode aumentar seu engajamento em 30%.

Fazer suas publicações em horários alternados também é importante. Uma página que post 3 vezes durante o dia em períodos diferentes tem 40% mais engajamento do que uma página que publique 3 posts no mesmo período!

 

  • Utilize vídeos e call-to-action

Vídeos são mais interativos do que textos e fotos, o que causa interesse no usuário!

Utilize vídeos com itens impactantes logo no início e de curta duração. É importante também que esse vídeo seja carregado no próprio Facebook e não no YouTube.

No final do vídeo, é possível também utilizar botões de call-to-action. Esse é o momento de fazer com que o seu usuário dê um passo a mais e visite o seu site, por exemplo. Entretenha o consumidor e logo em seguida dê a ele a opção de conhecer mais a fundo aquilo que você está falando. Os botões de call-to-action podem conter mensagens como: “ligue para nós”, “nos mande uma mensagem”, “conheça a nossa página”, “compre conosco”, entre outros.

 

  • Invista em mídia online

Facebook Ads são anúncios publicitários que são veiculados dentro da própria plataforma, e é uma excelente maneira de trazer resultados positivos para o seu negócio, pois sua maior vantagem é a capacidade de segmentação. O recurso permite que você alcance facilmente o seu público. Impactando a pessoa certa, a conversão acontece de maneira mais rápida!

 

Linkedin

O Linkedin é uma rede online onde profissionais e empresas estão presentes para se comunicarem, trocarem contatos e compartilharem conteúdos e experiências de trabalho. Funciona como uma “vitrine”, tanto para o profissional, quanto para a empresa.

A rede é considerada uma ferramenta poderosa de B2B, que impulsiona sua empresa e te ajuda a construir a sua marca. Segundo uma pesquisa do Hubspot, o Linkedin é a melhor rede social para gerar leads, sendo 227% mais eficaz que o Facebook e o Twitter. Veja como obter melhores resultados com essa ferramenta:

 

  • Segmente seu público

Como dito acima, o Linkedin é uma ferramenta incrível para estratégias B2B, ou seja, lá você não fará conteúdo para o seu público final, e sim para outras empresas. O seu foco é o meio profissional. Esse tipo de público é bastante específico. Pense sobre quem são eles, quais são suas necessidades e como você pode ajudá-los.

Segmente o seu público B2B da maneira correta, crie conteúdos que coloque o seu negócio como especialista na indústria, te tornando autoridade naquele assunto.

 

  • Organize o seu perfil para exposição máxima.

Faça o seu perfil ser visto dentro daquela infinidade de informações e pessoas. Coloque seu logotipo como sua imagem de perfil, traga personalidade para sua página e a maior quantidade possível de informações relevantes.

Tenha certeza de que sua “bio” está preenchida com as informações corretas e que esteja passando uma boa visão do seu negócio. Coloque informações sobre seus produtos e serviços, feedbacks e recomendações de seus clientes. Mostre a grandeza de sua empresa e não precisa ser muito modesto!

 

  • Qual tom devo usar no Linkedin?

Como você falará com seu público nessa rede? Faça testes e descubra de qual maneira abordar os usuários. Saiba equilibrar o tom pessoal e profissional para que o usuário se sinta mais próximo de você, mas também perceba a seriedade da empresa em falar sobre determinado assunto.

A Nike, empresa de roupas, equipamentos e acessórios esportivos, por exemplo, já possui mais de um milhão de seguidores na sua página no Linkedin e está sempre apostando em artigos e conteúdos que falam sobre diversidade, iniciativas sustentáveis, esportes como inspiração, entre outros assuntos que motivem seus seguidores.

 

 

  • Qual o tipo de conteúdo que funciona bem no Linkedin?

Para gerar conteúdo no Linkedin, precisamos de cuidado. O que costuma funcionar bem para essa rede são cases, blogs, vídeos, infográfico e pesquisas, por exemplo.

Criticar o trabalho de alguma outra empresa, dar informações sem embasamento ou linkar algo sem nenhuma informação adicional, não se engajar e participar de discussões em grupos e não responder comentários são coisas que jamais devem ser colocadas em prática.

Aliando bons conteúdos de forma inteligente com as boas práticas seus resultados serão positivos.

 

  • Frequência nas postagens é importante aqui também.

Assim como em qualquer ferramenta que você for usar para promover a sua empresa, o linkedin também pede uma manutenção constante. Faça mais de uma publicação por dia com conteúdo interessante, e concentre-se em promover uma delas!

Todos os dias escolha uma de suas publicações e concentre seus esforços para a promoção desta. Assim, você garante um número maior de curtidas e engajamento, fazendo daquele post uma forma de conversão para seu site ou blog.

 

Twitter

De acordo com a Resultados Digitais, o Twitter é, hoje em dia, a quarta maior rede social do mundo. A rede, que atingiu seu auge em 2009 está em declínio desde então, mas não significa que todos os públicos pararam de utiliza-la. Hoje, é usada principalmente para que usuários debatam e comentem sobre temas de entretenimento, como o que estão assistindo na TV e postando comentários sobre noticiários, reality shows, jogos de futebol e outros programas. Além disso, usuários podem ter acesso aos “Trending Topics”, ou seja, assuntos que estão sendo mais comentados no momento no Brasil e no mundo.

O Twitter já alcançou 330 milhões de usuários, e o Brasil é o segundo país em números de usuários online com 33,3 milhões de contas ativas atualmente. A rede possui 500 milhões de tweets enviados por dia, 80% dos membros utilizando o mobile e 100 milhões de pessoas ativas diariamente, segundo dados da agência Omnicore. Já em relação às empresas, segundo a pesquisa Social Media Trends 2017, 92,1% delas já estão presentes nas redes sociais, e dessas, 44,6% estão presentes no Twitter.

Mas porque, afinal, ainda vale a pena investir na rede para o marketing de uma empesa? Mesmo não sendo a principal rede social atualmente, o Twitter possui vantagens que podem trazer resultados positivos para o seu negócio, como por exemplo:

  • Permite compartilhamento de conteúdo, ou seja, empresas que trabalham com blog podem utilizar a rede para divulgar seus posts e atrair visitantes ao site;
  • Usuários, muitas vezes, utilizam a rede para se atualizarem de assuntos que as interessam. Por isso, estar presente e oferecer conteúdo relevante chama a atenção da audiência;
  • É simples na interação entre usuários, permitindo uma comunicação mais “pessoal” entre o cliente e a empresa e a construção de um relacionamento entre eles;
  • Monitoramento do comportamento dos usuários, já que a rede social é utilizada para que compartilhem suas opiniões sobre qualquer assunto. Por isso, é possível coletar dados como hábitos do público-alvo, preferências, necessidades e encontrar oportunidades de mercado;
  • Twitter Ads permite anúncios voltados à pequenas e médias empresas. Não há um valor tabelado ou específico, pois os anúncios são definidos através de leilões. Podem ter dois formatos: promover contas (a rede faz busca por perfis semelhantes aos de seus seguidores para impactá-los) e tweets promocionais (o Twitter monitora de forma constante suas postagens e promove as que tiveram um maior nível de engajamento para divulga-las automaticamente);
  • Twitter Cards, uma nova função do site que carregam informações extras sobre determinado tweet, e que são mostradas para o público na própria rede, sem a necessidade de o usuário sair da página para ver o que tem em determinado link.

 

Além dos benefícios que a rede social pode trazer para as empresas, é possível também seguir algumas dicas na produção de conteúdo, como por exemplo:

1. Conhecer a sua audiência, suas preferências e qual é a melhor maneira de se comunicar com ela;

2. Interagir com os seus seguidores para que eles se sintam próximos à empresa, sempre utilizando uma linguagem apropriada para aquele público;

3. Utilizar ferramentas online como o Twitter Analytics, para gerenciar a conta e analisar resultados;

4. Twittar mais de uma vez por dia, reutilizando o conteúdo ou oferecendo novos, já que o público que está presente de manhã não é o mesmo que está presente de noite, por exemplo;

5. Escrever de maneira breve e simplificada, já que o intuito principal do Twitter é resumir ao máximo determinado assunto só com os principais tópicos sobre ele;

6. Utilizar recursos audiovisuais como imagens, vídeos e GIFs, por exemplo, para que as taxas de engajamento aumentem. Quando esse tipo de recurso é utilizado, as interações do usuário aumentam;

7. Utilizar hashtags relevantes para que o usuário possa encontrar o seu tweet ao pesquisar por elas. Falar sobre temas que estão entre os Trending Topics, por exemplo, é uma alternativa assertiva para ter destaque nas hashtags;

8. Utilize as ferramentas disponíveis na rede social, como “curtir”, “retweet”, “enquetes”. Esse tipo de interação faz com que a conta seja mais ativa e ganhe mais destaque.

Hoje em dia, já temos inúmeros exemplos de empresas que se destacam por interagirem com os seus usuários no Twitter de maneira divertida, relevante e oferecendo informações importantes. A Ponto Frio, loja de eletrodomésticos, por exemplo, é famosa por postar frequentemente na rede social e conversar com os seus seguidores de maneira pessoal, utilizando gírias e abordando assuntos do momento.

 

 

Instagram

O Instagram é um canal altamente popular para a publicidade online, e traz valor para dois milhões de comerciantes em todo o mundo. Recentemente, a rede vem se expandindo cada vez mais rápido em sua base de usuários e, segundo a Brandt, o tamanho da audiência da rede em 2017 atingiu 800 milhões de usuários ativos mensais – um aumento de 100 milhões de abril de 2017 à setembro do mesmo ano, e o eMarketer estima que o número de usuários nos EUA chegará a 96,3 milhões em 2018 e 118,1 milhões em 2021.

E é por causa desses números que o Instagram apresenta inúmeras possibilidades para marcas que desejam realizar estratégias de conteúdo!

Cada vez mais, a rede tem se estabelecido como um dos principais canais de comunicação atualmente, já que é uma das redes sociais que mais consegue atingir sua audiência de maneira segmentada. Além disso, proporciona benefícios como:

  • Aumento do engajamento do público, que pode ser alcançado por meio de conteúdos relevantes;
  • Confiança e personalidade da marca, já que o Instagram ajuda a criar uma conexão da marca com o público e faz com que a empresa ganhe credibilidade;
  • Aumento no tráfego, direcionando usuários para sites de compras por meio da sua ferramenta de marcação ou, mesmo não tendo links clicáveis em seus posts, a empresa pode investir em uma bio com links para atrair mais usuários;
  • Segmentação assertiva de usuários;
  • Instagram for Business, recurso que tem como objetivo facilitar a experiência dos usuários e das empresas que desejam divulgar seus serviços, tornando-se indispensáveis para perfis de negócios.

Para ter sucesso no Instagram, é importante investir em estratégias que chamem a atenção do seu público, assim como em todas as redes sociais. Mas como é possível realizar essa comunicação no aplicativo de maneira assertiva? Algumas dicas podem ser úteis na hora de criar um perfil corporativo, como por exemplo:

1. Aproveite os recursos do perfil: sua biografia, foto e os itens mais recentes do seu feed são as primeiras coisas que os usuários vão ver quando carregam o seu perfil. Por isso, é importante que essas informações passem uma boa primeira impressão. Explique de maneira simples e clara quem é a sua empresa, inclua links para site ou outras redes sociais e adicione imagens que chamem a atenção das pessoas;

2. Utilize as ferramentas do aplicativo, como compartilhamento de fotos, boomerang, interação por mensagem direta, vídeos e Instagram Stories. Todas elas podem ajudar a produzir diferentes tipos de conteúdo, gerando mais engajamento e fazendo com que os usuários interajam com o perfil;

3. Utilize hashtags para que, ao procurar por determinado assunto, o usuário consiga encontrar a sua marca nas pesquisas. Entenda quais delas podem funcionar para o seu nicho e utilize moderadamente;

4. Crie um relacionamento com os seus consumidores, interagindo com eles de maneira direta e pessoal e fazendo com que eles criem uma confiança na sua marca;

5. Mantenha uma frequência de postagens para que o usuário sempre saiba quando pode procurar conteúdos novos no seu perfil;

6. Anuncie no Instagram por meio de diferentes formatos, como imagens, vídeos ou carrossel, para que suas postagens apareçam para usuários da rede que não seguem o seu perfil, aumentando o alcance da marca.

Um exemplo de marca que aposta no Instagram como meio de comunicação criativo é a Heineken, patrocinadora de eventos esportivos. A marca criou um caça ao tesouro na rede social para fãs de tênis, que gostariam de ir na final do torneio US Open masculino. O perfil @crack_the_us_open já tinha mais de 200 fotos, e os seguidores deveriam encontrar uma determinada pessoa na multidão a partir de dicas que eram divulgadas no perfil @heineken_US.

O resultado da campanha foi altamente positivo. Em três dias, mais de 1500 pessoas participaram e o número de seguidores no perfil oficial da empresa aumentou em 20%!

 

 

Ao analisarmos as redes sociais, podemos perceber que apesar de todas elas servirem como um canal assertivo de comunicação com o usuário, cada uma pode ser trabalhada de uma maneira diferente, atingindo diferentes públicos e com uma linguagem e posts personalizados. A partir dessas dicas, é possível pensar em estratégias que consigam atrair cada vez mais usuários para o seu site, além de ajudar a criar um relacionamento de confiança com os clientes.

Clique para comentar

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Início