Dados

As principais notícias da semana (03/09)

Melhores da semana

Confira as principais notícias da semana (27/08 a 03/09) no mercado de mídia e marketing digital

Acompanhe aqui no blog, toda semana, nosso resumo com as principais notícias dos últimos dias e algumas recomendações da Reamp!

 

Principais notícias do mercado durante a semana

Plataforma de vídeos do Facebook é lançada no mundo todo

O Facebook lançou globalmente, na última quinta-feira (30/08), o Facebook Watch, plataforma de vídeo que, até então, estava sendo utilizada apenas nos Estados Unidos para testes. A página fará parte das abas tradicionais da rede, e tem o objetivo de fornecer aos usuários uma nova maneira de descobrir vídeos e interagir com outras pessoas.

Mauro Bedaque, líder de parcerias de entretenimento para a América Latina do Facebook, afirma que a funcionalidade contemplará monetização e espaço para criadores de conteúdo. “O Watch é uma plataforma que contempla todo o ecossistema: parceiros, produtores de conteúdo e quem queira oferecer conteúdo em vídeo de qualidade”, declarou.

O programa oferece diversas possibilidades, como por exemplo: descobertas de novos vídeos; maneira de acompanhar seus publishers e criadores de conteúdos preferidos; uma home para vídeos salvos pelo usuário, e vídeos interativos onde o usuário pode participar.

Para saber mais detalhes sobre a funcionalidade da nova ferramenta, acesse as matérias completas do Adnews e do Meio&Mensagem.

 

Facebook elimina 5.000 opções de segmentação de anúncios que podem ser usados para discriminar grupos minoritários

Na última semana, o Facebook anunciou que planeja remover mais de 5.000 parâmetros de segmentação de anúncios que poderiam ser usados para disseminar preconceito, como “cultura nativa americana” ou “evangelismo”, por exemplo. Essas opções estarão indisponíveis para novas campanhas a partir do dia 4 de setembro, e para campanhas já em andamento, o acesso será encerrado no dia 1º de outubro.

A partir de agora, se os anunciantes quiserem continuar anunciando na plataforma, eles também precisarão se certificar no Ads Manager de que estão em conformidade com a política antidiscriminação do Facebook. A ferramenta de certificação será lançada para usuários dos EUA primeiro, seguido de outros países.

É importante ressaltar também que, apesar da mudança, o Facebook não está removendo a capacidade de uma segmentação multicultural, que é uma parte importante da estratégia de dados para muitos clientes. Embora os anunciantes não possam excluir grupos raciais de uma campanha, eles poderão segmentar grupos com base em parâmetros como afinidade ou idioma falado, por exemplo.

Confira a matéria completa sobre o novo anúncio da empresa no AdExchanger.

 

Fox agora pode ser assinado em streaming de maneira independente

Quase cinco meses depois do lançamento da Fox+, plataforma de conteúdo streaming desvinculada da TV paga, a marca anunciou mais uma novidade: agora, os usuários poderão assinar pelo serviço diretamente nas lojas de aplicativos App Store e Google Play, sem precisar contratar obrigatoriamente o serviço via operadora (de TV paga ou telefonia).

O novo modelo, que disponibiliza 11 canais ao vivo e um catálogo de séries, documentários, animações e outros conteúdos, poderá ser consumido por diversos dispositivos, como smartphones, computadores e smarTVs, e terá seu negócio ampliado para chegar até usuários que não possuem TV paga.

Confira a matéria completa no portal do Meio&Mensagem.

 

E-commerce fatura R$ 23,6 bilhões no primeiro semestre de 2018

De acordo com o relatório Webshoppers, produzido pela Ebit|Nielsen e divulgado essa semana, o comércio eletrônico brasileiro faturou R$ 23,6 bilhões no primeiro semestre do ano, com alta de 12,1% em relação aos R$ 21 bilhões registrados no mesmo período do ano anterior. Além disso, o número de pedidos aumentou 8%, de 50,3 milhões para 54,4 milhões, enquanto o ticket médio foi de R$433 (com um aumento de 3,8%).

A expectativa é que o e-commerce feche o ano com vendas de R$ 53,4 bilhões, e esse progresso está relacionado ao crescimento do acesso à internet e do uso de smartphones pelos usuários. A categoria “perfumaria e cosméticos” ultrapassou “moda e acessórios” que, atualmente, lidera o ranking das categorias mais pedidas do e-commerce.

Mais detalhes da pesquisa podem ser encontrados no post completo do E-commerce News ou no próprio relatório na íntegra.

 

Recomendações Reamp

Os primeiros 90 dias com o GDPR

O Regulamento Geral de Proteção de Dados, lei que entrou em vigor na União Europeia no dia 25 de maio de 2018, tem sido um dos assuntos mais comentados deste ano. Agora que o prazo de adaptação das empresas se foi, algumas questões permanecem sobre o impacto que ele realmente teve nas organizações nos seus primeiros 90 dias.

Pensando nisso, o portal Digital Doughnut elaborou um artigo com algumas das principais questões levantadas por especialistas sobre as mudanças trazidas pela nova lei. O post completo para saber mais sobre elas pode ser acessado aqui.

 

Mídia programática: tudo o que você precisa saber

A tecnologia está em constante evolução, e ao mesmo tempo os consumidores estão passando cada vez mais tempo online. Diante desse cenário, tornou-se inevitável a mudança no processo de compra e venda de mídia no ambiente digital, já que é essencial o uso de processos eficientes e rápidos, sem a necessidade de uma negociação realizada por humanos.

E foi assim que surgiu a mídia programática, uma estratégia de automatização na compra e venda de inventários para publicidade, desde em meios digitais até em meios offline, como rádio, OOH e televisão. Hoje em dia muito se fala sobre o processo, mas será que você sabe como ele realmente funciona?

Pensando nisso, montamos um material completo explicando as principais funcionalidades da mídia programática, quais são as suas vantagens, formas e possibilidades dentro desse tipo de compra, além de cases da Reamp e de várias outras empresas que têm alcançado resultados impressionantes. O conteúdo na íntegra pode ser conferido no nosso blog.

 

Pesquisas mostram o consumo cada vez maior de smartphones

O estudo Phone Life Balance, realizado pela Motorola e divulgado na última semana, analisou o uso de dispositivos móveis de 20 mil brasileiros, e descobriu que 41,52% deles utilizam o celular sempre que possível, ou seja, são teledependentes – termo criado pela própria pesquisa. 65% dos entrevistados afirmou sentir pânico ao pensar que perderam o seu smartphone e 29% concordam que, quando não estão utilizando o dispositivo, estão pensando em usar.

Outros quatro perfis também foram traçados pelos pesquisadores: 5,56% dos respondentes são telesapiens, ou seja, utilizam o telefone apenas para atividades básicas como ver as horas ou fazer ligações; 32,47% são os teleconscientes, e utilizam o mobile de maneira equilibrada apenas para economizar tempo e energia; 18,98% são teléfilos, ou seja, utilizam seus smartphones quando estão descansando e porque ele está disponível; e 1,5% dos entrevistados mostrou-se telefanático, ou seja, não conseguem ficar sem o smartphone sem se sentirem vulneráveis ou estressados. Confira mais detalhes da pesquisa no post realizado pelo Meio&Mensagem.

O uso cada vez maior de smartphones também foi comprovado pelo estudo da GfK, lançado na última semana, que revelou que um total de 693,5 milhões de aparelhos foram vendidos globalmente no primeiro semestre de 2018. A receita total foi de € 215,3 bilhões, representando um aumento de 3% em relação ao mesmo período do ano anterior. Além disso, os consumidores mostram uma tendência clara para os dispositivos premium, resultando em um aumento no preço médio de venda de 4%.

Confira mais descobertas da pesquisa realizada pela GfK na matéria realizada pelo Proxxima.

Clique para comentar

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.

Início