Notícias

As principais notícias da semana (03/12)

Confira as principais notícias da semana (26/11 a 03/12) no mercado de mídia e marketing digital

Acompanhe aqui no blog, toda semana, nosso resumo com as principais notícias dos últimos dias e algumas recomendações da Reamp!

 

Principais notícias do mercado durante a semana

Microsoft supera Apple em valor de mercado

Pela primeira vez em oito anos, a Microsoft superou a Apple em valor de mercado na última segunda-feira (26/12), sendo avaliada em US$ 814 bilhões. No início da tarde, o valor recuou para US$ 807 bilhões, mas ainda assim ficando em frente do valor de mercado da Apple – que apontava pouco menos de US$ 805 bilhões.

Agora, com a Microsoft na frente de suas três principais concorrentes (Apple, Amazon e Alphabet Inc, empresa-mãe do Google), espera-se que ela termine 2018 com o título de empresa de tecnologia mais valiosa do Vale do Silício.

Para saber mais detalhes sobre o resultado e como a Microsoft pode ter ultrapassado a Apple, confira as matérias completas no portal do B9 e no New York Times.

 

WPP anuncia fusão da J. Walter Thompson com Wunderman

A WPP anunciou, na última segunda-feira (26/11), que irá fundir a rede de agências digitais Wunderman com a agência criativa J. Walter Thompson (JWT), formando uma nova entidade chamada Wunderman Thompson. A empresa empregará 20.000 pessoas em 200 locais e 90 mercados.

“Estamos otimistas de que os relacionamentos existentes com os clientes continuarão a crescer sob a nova agência de criação, dados e tecnologia”, afirmou Mel Edwards, CEO global da Wunderman. “Vemos isso como uma grande oportunidade de fornecer aos clientes uma solução completa por meio de serviços de criação, dados, comércio, consultoria e tecnologia em escala global”.

Para saber mais detalhes, confira a matéria completa no portal da AdExchanger.

 

Novo recurso do Instagram torna aplicativo mais acessível para deficientes visuais

Facilitando o uso de mídias sociais para deficientes visuais, o Instagram lançou um novo recurso no qual a inteligência artificial descreverá as fotos para eles. O app, que anunciou seu novo recurso na última quinta-feira (28/11), permitirá a leitura e descrição dos elementos exibidos em uma tela, seja automaticamente por meio da IA ou com descrições personalizadas, chamadas de “textos alternativos”.

Os usuários poderão inserir suas próprias descrições de fotos para que as pessoas que usam leitores de tela possam ler em voz alta enquanto navegam em seu feed no Instagram, na página Explorar ou em um perfil. Se houver descrição, o Instagram detectará automaticamente o que está na foto com a ajuda da tecnologia de reconhecimento de objetos, e lerá a sua descrição automática. No entanto, de acordo com o The Verge, as descrições de texto alternativos não estarão visíveis e os usuários terão que entrar nas “configurações avançadas” da imagem para incluir uma.

Para saber mais detalhes sobre a nova função, confira a matéria completa no Business Recorder.

 

Youtube lança histórias para criadores de conteúdo com mais de 10 mil inscritos

Um ano atrás, o Youtube lançou a sua própria versão do Stories, com a adição de um novo formato de vídeo chamado Reels. O recurso, que foi nomeado como “Youtube Stories”, estava inicialmente disponível apenas para selecionar criadores de conteúdo do site. Mas em junho, a empresa disse que no final do ano expandiria o Stories para todos os criadores de conteúdo com mais de 10 mil inscritos, e na última semana anunciou exatamente isso.

Agora, a plataforma irá começar a lançar Histórias para um conjunto mais amplo de criadores de conteúdo, oferecendo acesso às novas ferramentas de criação que incluem a capacidade de decorar os vídeos com texto, adesivos, filtros e muito mais. A ideia por trás do projeto é dar aos criadores uma maneira fácil de interagir com os seus fãs entre seus vídeos mais elaborados e mais polidos.

Para saber mais detalhes da função e como ela irá funcionar, confira a matéria completa no Tech Crunch.

 

Recomendações Reamp

Como escolher um software de dashboard?

Estamos vivendo, hoje em dia, em um mundo onde cada vez mais as pessoas procuram por soluções práticas e simples para os seus problemas. E, graças à evolução da tecnologia, milhares de ferramentas, plataformas e estratégias estão surgindo para ajudarem profissionais das mais diversas áreas a terem resultados mais assertivos.

E é em meio disso que surgiram os dashboards, ou seja, painéis de controle capazes de fornecerem uma visão completa de informações essenciais para empresas que trabalham com dados de usuários e performance, como métricas e análises de resultados. No entanto, é essencial garantir que o seu painel de controle esteja sempre funcionando – e essa não é uma tarefa fácil!

Por isso, listamos alguns dos principais erros cometidos pelas empresas atualmente – para que, assim, você evite eles também e escolha o melhor dashboard para o seu negócio. A lista inclui erros como, por exemplo, complexidade dos painéis, métricas incorretas, uso de muitas cores, falta de compartilhamento de informações, falta de utilização dos recursos disponíveis e apresentação de dados sem contexto.

Para conferir a lista completa e dicas de como evita-las, acesse a matéria do nosso blog.

 

Números mostram crescimento de até 24% no e-commerce na Black Friday

De acordo com dados da Ebit|Nielsen, considerando os quatro principais dias de promoções da Black Friday – de quinta (22/11) até a última segunda-feira (26/11) – quando muitas lojas promoveram a Cyber Monday, o e-commerce faturou R$ 3,92 bilhões no Brasil, registrando um aumento de 24% em comparação com o ano passado.

Ao todo, foram 6,9 milhões de pedidos, com o custo médio de R$ 568 (alta de 9%). “A Black Friday é individualmente a data mais importante do ano para o e-commerce e faz parte do período de Natal, que é o período de maior faturamento. Esse resultado positivo deve contribuir para que o e-commerce feche 2018 com um crescimento bem consistente”, afirmou Ana Szasz, líder comercial para a Ebit/Nielsen.

Para conferir mais detalhes dos faturamentos da Black Friday e quais foram os produtos mais vendidos no período, acesse a matéria completa no portal do E-commerce Brasil.

Clique para comentar

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.

Início