Dados

As principais notícias da semana (17/12)

Confira as principais notícias da semana (10/12 a 17/12) no mercado de mídia e marketing digital

Acompanhe aqui no blog, toda semana, nosso resumo com as principais notícias dos últimos dias e algumas recomendações da Reamp!

 

Principais notícias do mercado durante a semana

Quais marcas mais se desatacaram no Twitter em 2018?

Na última segunda-feira (10/12), o Twitter divulgou a sua pesquisa sobre as marcas que utilizaram a rede social da melhor maneira possível em 2018, além dos anunciantes que melhor aproveitaram os recursos do site para obter engajamento e destaque. Entre os critérios de avaliação, estavam pontos como autenticidade, inovação, convergência entre on e offline e estímulo a conversas na plataforma.

No Brasil, as marcas citadas foram: Burger King, Bradesco, Doritos, Google, Itaipava Premium, Itaú, Magazine Luiza, McDonald’s, Oi, Samsung e Vivo – cada uma delas destacada em uma categoria diferente.

Para saber mais detalhes sobre cada uma delas e a retrospectiva do Twitter, confira a matéria completa no portal do Meio&Mensagem.

 

Google+ vaza dados de 52 milhões de usuários e antecipa o seu fim

Na última terça-feira (11/12), o Google anunciou estar antecipando para abril de 2019 o fechamento de sua rede social Google+, que falhou após a descoberta de uma grande violação de dados que expôs informações pessoais de 52,2 milhões de usuários. Os detalhes da última brecha vêm apenas dois meses depois que o Google anunciou que um bug colocava em risco os dados de 500.000 usuários do Google+, e por isso a rede social seria oficialmente desativada em agosto do próximo ano.

De acordo com David Thacker, vice-presidente de gerenciamento de produtos do Google, o problema foi descoberto depois de ser testada uma atualização do software em novembro, permitindo que desenvolvedores tivessem acesso a nome, data de nascimento, e-mail, ocupação e outras informações dos usuários mesmo que elas estivessem no modo privado – ou seja, não visíveis no perfil da rede social.

Para saber mais detalhes, confira os posts completos nos portais Independent e B9.

 

Maiores investimentos no primeiro semestre de 2018

Na última quarta-feira (12/12), o Conselho Executivo das Normas-Padrão (Cenp) divulgou os investimentos do primeiro semestre de 2018 do Cenp-Meios, novo indicador brasileiro de investimento em compra de mídia. Os números cobrem mais de 60% do total de investimento em mídia feito no Brasil, representando valores das 78 maiores agências do país. Nessa pesquisa, os investimentos somaram no semestre passado R$ 7,67 bilhões em compra de mídia para anunciantes, sendo 61,8% destinados a TV aberta, 14,4% para a internet e 7,6% para mídia exterior – respectivamente em primeiro, segundo e terceiro lugar.

Para saber mais detalhes sobre a pesquisa, confira o post completo no portal do Meio&Mensagem.

 

Google utiliza inteligência artificial para identificar doença na Tailândia

O Google anunciou, na última quinta-feira (13/12), o lançamento de um programa na Tailândia que consegue, por meio de inteligência artificial, identificar uma doença diabética ocular na população. A doença é capaz de causar cegueira permanente, mas possui tratamento preventivo. No entanto, dos 69 milhões de habitantes do país, 5 milhões são pacientes diabéticos já diagnosticados – e possuem apenas 1.400 oftalmologistas à disposição.

Por isso, o Google tomou a iniciativa de levar o projeto para ajudar nos exames e, consequentemente, mostrar os benefícios da implantação de novas tecnologias para a sociedade.

Para saber mais sobre ele, confira a matéria completa no portal B9.

 

Recomendações Reamp

Para 48% dos profissionais de marketing do Brasil, área lidera iniciativas para experiência dos clientes

De acordo com o relatório anual State of Marketing, realizado pela Salesforce e divulgado na última semana com 4.101 líderes de marketing da América do Norte, América Latina, Ásia-Pacífico e Europa, sendo 301 profissionais brasileiros, 48% dos profissionais de marketing no Brasil acreditam que a área participa na liderança de iniciativas de experiência dos clientes – indicando a integração entre a área e os diferentes departamentos das empresas para melhorar a jornada do cliente.

Além disso, no país, 54% dos entrevistados têm uma visão completamente unificada das fontes de dados dos clientes, o que contribui para um entendimento melhor sobre o perfil e demandas do cliente. Em relação à personalização, 93% dos entrevistados no país acreditam que essa característica melhora o desempenho do marketing.

Confira mais detalhes da pesquisa nos portais do Meio&Mensagem e Propmark.

 

Principais tendências de consumo entre brasileiros

Estudo realizado pela consultoria WGSN, em parceria com a P&G, mostrou os principais insights dos consumidores relacionados à sustentabilidade, diversidade e família para os próximos anos. A preocupação com o meio ambiente foi considerada o mais importante entre os brasileiros, e o resultado reuniu tendências relacionadas a esses temas tidos como relevantes para a evolução do diálogo com os consumidores.

Foi analisado, pela consultoria, o comportamento dos consumidores e movimentos, demandas e desejos relacionados aos assuntos em questão. Assim, foram elaborados alguns pilares de tendências: sustentabilidade, diversidade e família. Para saber um pouco mais sobre cada um deles, confira a matéria completa no Mundo do Marketing.

 

David Reck fala sobre a Reamp e o mercado de publicidade no Adtalks

Na edição desta semana do Adtalks, Antonio Rosa, CEO do Adnews, conversou com nosso CEO David Reck. O especialista falou um pouco sobre a Reamp e como a empresa atua no cenário de operação, tecnologia, mídia e dados, além do atual mercado de publicidade no Brasil.

Para o especialista, hoje existe um conflito com o modelo antigo de mídia onde o maior dinheiro ia para veiculação, e não para o serviço. Hoje, o mercado se encontra nessa transição de mídia para audiências e para serviços e tecnologias, começando a viabilizar todo esse cenário. Por isso, o que pregamos na Reamp hoje, é trazer uma verdade para esse mercado. Como efetivamente as coisas funcionam? O que é possível? O que podemos fazer com a mídia hoje? Como precificar tudo isso?

Para saber mais sobre o tema, confira a entrevista na íntegra no portal do Adnews.

Clique para comentar

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.

Início